Blog Taco Set

Dicas e notícias de sinuca

Haruo é o Campeão da 17ª Copa Nikkey

Terminou no último sábado (23/07), a 17ª edição da Copa Nikkey, que visa a integração e confraternização entre os atletas japoneses e seus descendentes.  O evento é organizado e supervisionado pela Federação Paulista de Sinuca e Bilhar, e passou a fazer parte do calendário paulista oficial desde 2014.

Finais da 17ª Copa Nikkey  Fonte: Ronald Sinuca

Finais da 17ª Copa Nikkey
Fonte: Ronald Sinuca

A primeira fase da Copa Nikkey é disputada em sedes, que esse ano foram Monte Fuji (Mara), Associação Naguisa e Associação Atlética Banco do Brasil (AABB-SP). Em cada sede foi realizado um torneio entre os inscritos, para classificar uma parte dos atletas para a segunda fase, que é tradicionalmente realizada  em apenas um dia na AABB.

Haruo, Márcio (AABB) e Márcio Inokuti Fonte: Ronald Sinuca

Haruo, Márcio (AABB) e Márcio Inokuti
Fonte: Ronald Sinuca

Os jogos da segunda fase aconteceram no clima amistoso e competitivo que caracterizam o evento, prestigiados por familiares e amigos. As semifinais foram Leo x Haruo e Marcio Inokuti x Seiji, que levaram à emocionante final entre Haruo e Márcio, que terminou com o placar de 2 a 0 para Haruo. O troféu de Campeão foi entregue para Haruo pelo maior campeão da Copa Nikkey, Jorge Kodama (fundador da Taco Set).

Kodama e Haruo  Fonte: Perfil do Ronald Carneiro no Facebook

Kodama e Haruo
Fonte: Perfil do Ronald Carneiro no Facebook

Todos os atletas e colaboradores da Copa Nikkey confraternizaram depois nas churrasqueiras da AABB, com direito a muita comida, bebida e karaokê! Uma festa memorável!

Classificação Final

Campeão: Haruo (pré-classificado para a edição de 2017)
Vice-Campeão: Marcio Inokuti
3º colocado: Seiji
4º colocado: Léo

Parabéns a todos os atletas e colaboradores do evento, que foi mais uma vez um grande sucesso!

Anthony McGill conquistou seu primeiro título do ranking!

 

O Indian Open foi realizado entre os dias 05 e 09 de julho, na cidade de Hyderabad (India). Esse evento acontece desde 2013, e foi o primeiro torneio profissional sediado pelo país onde nasceu o snooker. Essa edição teve a participação de 72 jogadores, sendo que 16 receberam wild card para participar especialmente desse evento e passaram por uma fase eliminatória para fechar 64.

O escocês de 25 anos, Anthony McGil, profissional desde 2010, foi destaque durante o evento por vencer tacos fortes no caminho até a final, entre eles Stuart Bingham, na 3ª rodada (com o espantoso resultado de 4 a 0), Stephen Maguire, nas quartas de final, por 4 a 1 (com direito a uma tacada de 112) e na semi-final, venceu Shaun Murphy por 4 a 2.

Por outro caminho, veio o inglês de 24 anos, Kyren Wilson, também profissional desde 2010, e que já conquistou um título do ranking em 2015 (o Shangai Masters, vencendo Judd Trump  por 10 a 9 na final). Quando terminou a última temporada, ele foi considerado pela World Snooker o jogador jovem mais promissor, por ter subido na menos que 40 posições no ranking apenas nessa temporada. Wilson pegou menos pedreira para chegar à final, mas vale ressaltar que teve um grande desempenho contra o inglês de 34 anos, Martin Gould (que conquistou o German Masters na última temporada), por 4 a 2.

A final entre McGill e Wilson teve poucos breaks , com um começo equilibrado em que Wilson fez um break de 65 e outro de 50 pontos, mas depois do intervalo, McGill dez um break de 96 pontos e segurou o jogo, o placar final foi 5 a 2. McGill não tem planos para o singelo prêmio de 50 mil libras, como disse em entrevista à World Snooker “Não tenho planos para o dinheiro, vou apenas colocá-lo no banco. Desculpe por ser chato, mas não sou do tipo que compra coisas pelo gosto de comprar!”. Além do prêmio, e do belo troféu, McGill subiu da 29ª para a 18ª posição no ranking principal da WPBSA.

Abaixo, assista ao break de 112 pontos que McGill fez na quarta partida contra Maguire:

Gostou do post? Envie sua sugestão de conteúdo como nome completo e cidade/estado para blog@tacoset.com.br.

Neil Robertson vence o Kaspersky Riga Masters

Aconteceu entre os dias 22 a 24 e junho, o Kaspersky Riga Masters, em Riga (capital da Letônia). Em 2014 e 2015, o evento era chamado Riga Open, e fazia parte do Players Tour Chmapionship, que tem dois rankings menores (European e Asian Order of Merit). O Riga Masters foi o primeiro evento rankeado promovido pela WPBSA na temporada 2016/17 e antes do início do campeonato houve dois jogos para completar os 64 jogadores, entre o inglês Bradley Jones e o galês Darren Morgan, que terminou 4 a 3 para Morgan, e entre o honkonguês Marco Fu e a letã Tatiana Vasiljeva, que terminou em 4 a 1 para Fu.

A final foi entre o australiano Neil Robertson (5º colocado do ranking no ranking principal da WPBSA), e o inglês Michael Holt (29º no ranking). Robertson começou perdendo por 2 a 1, e depois venceu as três partidas seguintes, com breaks de 79 e 69 pontos.

Robertson, que tem 34 anos, é o jogador não-britânico mais bem sucedido do Main Tour, com 12 títulos do ranking, um a mais que o chinês Ding Juhnui. Além do troféu, levou para casa o prêmio de 50.000 Euros.

Raul, Julião e César foram os Campeões do Paulista Sênior 2016!

Resultados do Campeonato Paulista Sênior 2016, por categoria:

Bronze

Semifinais
Pedro Poli 3 x 1 Odair
Raul 3 x 2 Bessa

Final
Raul 3 x 1 Pedro Poli

Bessa, Raul e Pedro Poli

Bessa, Raul e Pedro Poli

Campeão: Raul (Naguisa)
Vice-campeão: Pedro Poli (Itabom)
3º lugar: Bessa (Homs)
4º lugar: Odair (AABB)

Prata

Semifinais
Julião 3 x 2 Harald
Pedro Poli 3 x 0 Mielle

Final
Julião 3 x 1 Pedro Poli

Mielle, Pedro Poli, Julião e Harald Foto: Nonato Santa Rita

Mielle, Pedro Poli, Julião e Harald
Foto: Nonato Santa Rita

Campeão: Julião (Indiano)
Vice-campeão: Pedro Poli (Itabom)
3º lugar: Harald (Paineiras)
4º lugar: Mielle (AABB)

Ouro

Semifinais
César 3 x 0 Márcio
Julião 3 x 2 Laurentino

Final
César 3 x 0 Julião

Julião, Laurentino, César e Márcio Foto: Ronald Carneiro

Julião, Laurentino, César e Márcio
Foto: Ronald Carneiro

Campeão: César (MESC)
Vice-campeão: Julião (Indiano)
3º lugar: Laurentino (MESC)
4º lugar: Márcio (AABB)

Parabéns a todos!

Ronald e Marcio foram os Campeões do Miami!

Terminou nesse sábado (04/06) mais uma edição da Copa Miami de Sinuca, organizada pelos jogadores Eudes e Marcio Inokuti, no tradicional salão Miami Snooker Bar, localizado no Tatuapé.

O torneio foi disputado por 64 atletas na regra nacional, com handicap, e foi dividido nas categorias Ouro e Prata, com participação de grandes nomes da sinuca paulista como Ratinho, Carioca, Laércio, Eudes, Caio, entre outros.

Ronald (Campeão da Ouro), Toninho (gerente do Miami) e Marcio Inokuti (Campeão da Prata) Fonte: Sinuca Paulista

Ronald (Campeão da Ouro), Toninho (gerente do Miami) e Marcio Inokuti (Campeão da Prata)
Fonte: Sinuca Paulista

A final da Prata foi disputada em melhor de 07 partidas, em que Marcio Inokuti venceu Giovani por 4 x 0, e a Ouro foi em melhor de 09 partidas, em que Ronald venceu Fernandinho por 5 x 4.

Parabéns aos Campeões e a todos que participaram do evento!

17ª Copa Nikkey: Inscrições abertas!

Idealizado por Jorge Kodama, a Copa Nikkey de Sinuca é um evento que tem por objetivo o desenvolvimento da sinuca entre os descendentes japoneses e o seu congraçamento na sociedade brasileira. Desde 2013 a Federação Paulista de Sinuca e Bilhar tomou a iniciativa de organizar e promover o evento.

Em sua 17ª edição o evento será disputados nas sub sedes da AABB-SP, Associação Naguisa, Snooker Mara e Snooker Bar Liberdade, serão disputadas nos meses de maio e junho, e as finais dia 23 de Julho na AABB-SP, a inscrição é de R$ 40,00 por atleta que dá direito a participar da festa de encerramento do evento (churrasco e premiação).

As inscrições já estão abertas!

Informações:

Ronald – Federação Paulista de Sinuca e Bilhar – (11) 51810636

Norio– Associação Naguisa – (11) 55884871

Corazza – AABB-SP (somente para associados)

Eudes – Monte Fuji (Mara) – (11) 960793130

Snooker Bar Liberdade – (11) 3101-8538

Fonte: Sinuca Paulista

Amanhã: Semifinais e Finais da Copa Miami!

Nesse sábado, dia 04 de junho, acontecerão as semifinais e final de mais uma Copa Miami de Sinuca, torneio que começou no dia 13 de abril e foi organizado pelos jogadores Eudes e Márcio Inokuti, na casa de snooker mais tradicional do Tatuapé: o Miami Snooker Bar.

Eudes, Márcio Inokuti e Toninho (gerente do Miami Snooker Bar)

Eudes, Márcio Inokuti e Toninho (gerente do Miami Snooker Bar) – Fonte: Sinuca Paulista

O torneio foi disputado na regra nacional e com handicap, que é um sistema em que os jogadores são classificados por sua “força” no jogo, e de acordo com a classificação é obrigatório que o jogador dê pontos de vantagem no início de cada partida para quem está abaixo dele na pirâmide. O torneio teve a participação de 64 atletas (homens e mulheres!) de diversos clubes e cidades de São Paulo, que foram divididos após a 1ª fase nas categorias “Ouro” e “Prata”. Os sorteios das semifinais serão realizados nesse sábado, às 14h00, e os jogos terão início às 15h00. Os semifinalistas (o número que indica a posição no handicap aparece entre parênteses) são:

Categoria Ouro – Ronald (0), Fernandinho (2), Tita (1), Tabata (3)

Categoria Prata – Giovani (1), Márcio (1), Ferreira (3), Morgado (1)

A entrada no salão é gratuita, estão todos convidados a prestigiar!

Endereço: Rua Emília Marengo, 565 – Tatuapé
Telefone: (11)2671-0655

Ficou sabendo? Mark Selby conquistou seu segundo título Mundial!

Aconteceu entre os dias 16 de abril e 02 de maio o Betfred World Championship (Campeonato Mundial patrocinado pela Betfred), promovido pela WPBSA e realizado na cidade de Shefield, Inglaterra. Foram 32 participantes, dos quais 16 pré-classificados e os outros 16 disputaram as vagas no Qualifiers (fase classificatória).

Foto: Pro9

Crucible Theatre – Fonte: Pro9

Para grande surpresa do público (especialmente no Brasil, onde há muitos fãs dele), Ronnie O’Sullivan foi desclassificado  na segunda rodada do Campeonato, ao perder para Barry Hawkins na última partida do jogo, por 13 a 12. Outra surpresa foi o inglês Kyren Wilson, que começou a temporada 2015/16 ocupando a 56ª posição, venceu Mark Allen também na segunda rodada desse Mundial por 13 a 9 e fez a maior tacada do evento, que foi de 143 pontos, nas quartas de final contra Mark Selby.

Foto: BBC

Fonte: BBC

Falando em Selby, após vencer Kyren Wilson por 13 a 8, passou por um jogo duro na semifinal contra o honkonguês Marco Fu, que Selby venceu por 17 a 15. Enquanto isso, o chinês Ding Junhui teve um desempenho soberano sobre o galês bicampeão mundial Mark Williams nas quartas de final, que venceu por 13 a 3. Na semifinal, Ding enfrentou o escocês Alan Mcmanus (profissional desde 1990 que já alcançou a semifinal do Mundial em 1992 e 1993), em que Ding levou a melhor por 17 a 11.

A tacada que se destacou no evento – saída de sinuca realizada por Mark Selby na 5ª partida da semifinal contra Marco Fu:

A final foi disputada em melhor de 35 partidas, que foram divididas em dois dias com duas sessões em cada. Essa foi a primeira vez que Ding disputou uma final do Mundial, e a terceira vez para Selby, que perdeu em 2007 para John Higgins por 18 a 13 e foi campeão em 2014 após ganhar a final contra O’Sullivan por 18 a 14. A BBC elencou quais foram os momentos chave da final desse ano:

Dia 1 (01 de maio)

Sessão 1
2ª partida: Selby precisava dar um snooker e a bola três era a da vez. Conseguiu, e depois trancou a partida.
7ª partida: Perdendo de 6 a 0, Ding finalmente ganhou sua primeira partida. Ele só precisava de um par de chances, e o suspiro no final mostrou seu alívio.
Resultado: Selby 6 x 2 Ding

Sessão 2
10ª partida: Selby estava entre as vermelhas quando um erro permitiu que Ding contra atacasse com um break de 76 pontos e ele venceu as duas partidas seguintes, reduzindo o placar para 7 a 5.
15ª partida: Ding venceu essa partida, que durou 66 minutos, mas parece ter exigido muito dele e Selby venceu as duas partidas seguintes, que encerram o dia.
Resultado: Selby 10 x 7 Ding

Dia 2 (02 de maio)

Sessão 3
23ª partida: Ding tinha alcançado o placar de 11 a 10, mas Selby fez breaks de 52 e 68 pontos para segurar a vantagem.
Resultado: Selby 14 x 11 Ding

Sessão 4
27ª partida: Ding estava numa tacada de 60 pontos quando ele errou a colocação para a última vermelha e Selby limpou a mesa para ficar a duas partidas da vitória.
31ª partida: Ding havia feito tacadas de 73, 70 e 103 deixando Selby ser matar uma bola durante uma hora, mas o inglês venceu uma partida de 50 minutos  para chegar mais perto da vitória, que ele conseguiu na partida seguinte, com uma tacada  de 74 pontos.
Resultado final: Selby 18 x 14 Ding

Foto: World Snooker

Fonte: The Guardian

Com esse resultado, Selby conquistou seu segundo título de Campeão Mundial, e se tornou o 13º jogador a vencer o campeonato mais de uma vez. Selby ocupa o topo do ranking principal da WPBSA há cinco temporadas e dessa vez a vitória teve um gosto diferente: poucos minutos antes de acabar a o jogo, o Leicester City FC (time de futebol da cidade natal de Selby, para o qual ele torce) foi campeão pela primeira vez da Premier League, que é o principal campeonato de futebol inglês. Haja coração! De qualquer maneira, quem não ficaria contente em ter seu nome mais uma vez gravado nesse troféu e ainda receber o prêmio recorde de 330.000,00 libras?

“Não sei o que foi mais chocante, eu vencer pela segunda vez o Mundial ou o Leicester se tornar campeão da Premier League!”

Ding, foi o primeiro jogador asiático a alcançar a fase final do Mundial, e apesar de não ter sido o campeão, fez quinze tacadas centenárias durante o evento. Em entrevista a BBC, Ding disse “As pessoas vão ficar decepcionadas na China, mas não há nada de decepcionante em chegar à final. Eu só queria aproveitar o dia.”. “Cinco anos atrás eu estive na semifinal, nesse ano eu subi um degrau, talvez no próximo ano eu ganhe, mas essa foi uma grande experiência para minha carreiraq. Talvez eu nunca mais tenha uma chance novamente, mas eu aproveitei a final. Não são muitos jogadores que chegam à final.”

Seis vezes Campeão Mundial, Steve Davis anunciou sua aposentadoria

Nessa semana o mundo do snooker está agitado pelo Campeonato Mundial de Snooker, que está acontecendo em Shefield (Inglaterra) e já está em sua fase semifinal, mas por enquanto falaremos um pouco sobre a história de um dos maiores campeões do nosso amado esporte: Steve Davis.

1981 - 1º Título Mundial de Steve Davis Fonte: Daily Mail

1981 – 1º Título Mundial de Steve Davis
Fonte: Daily Mail

Steve Davis nasceu em Londres (Inglaterra) em 22 de agosto de 1957, é conhecido por ter dominado o snooker nos anos 80, em que foi seis vezes Campeão Mundial (1981, 1983, 1984, 1987, 1988 e 1989) e ocupou o 1º lugar no ranking principal da WPBSA (World Professional Snooker and Billiards Association) durante sete temporadas consecutivas. É lembrado especialmente por ter disputado em 1985 a final do Mundial contra Dennis Taylor, em que o jogo ficou pela última bola da última partida (numa melhor de 35 partidas) e foi assistida pela televisão por cerca de 18,5 milhões de pessoas no Reino Unido! Apesar de Davis ser o favorito, Taylor levou a melhor, como você pode ver no vídeo:

Em sua trajetória no snooker profissional, Davis “The Nugget” jogou no Crucible Theatre trinta vezes (um recorde), foi o jogador a realizar o primeiro maximum break num campeonato profissional e televisionado, realizou 356 tacadas centenárias e ganhou um total de 5.613.536,00 libras esterlinas em competições.
Davis foi eleito a Personalidade Esportiva do Ano pela BBC Sports em 1988 (o único jogador de snooker a ganhar esse prêmio), em 1988 recebeu a honraria britânica de Member of the Most Excellent Order of the British Empire (MBE) e em 2001 se tornou Officer of the Most Excellent Order of the British Empire (OBE).
Veja o primeiro maximum break televisionado realizado por Davis:

Davis participou de exibições no Brasil no auge de sua carreira, em que jogou contra grandes nomes da sinuca brasileira como Rui Chapéu e Roberto Carlos (entre outros), e os jogos eram televisionados pela Rede Bandeirantes com narrações e comentários de Juarez Soares e Luciano do Valle. No vídeo abaixo, assista a uma partida entre Steve Davis e Roberto Carlos:

Houve outra passagem significativa pelo Brasil, quando Davis participou do Brazil Masters, evento não rankeado realizado em Santa Catarina (2011), que foi o primeiro campeonato do circuito profissional de snooker sediado na América do Sul. Apesar de Davis ter se desclassificado no primeiro jogo, recebeu muita atenção e carinho do público por sua história e reencontrou Rui Chapéu após mais de 20 anos.

Steve Davis no Brasil - Arquivo pessoal de Carlos Argenti Pereira Fonte: Terceiro Tempo

Steve Davis no Brasil – Arquivo pessoal de Carlos Argenti Pereira
Fonte: Terceiro Tempo

Steve Davis e Rui Chapéu no Brazil Masters (2011) Fonte: ND Online

Steve Davis e Rui Chapéu no Brazil Masters (2011)
Fonte: ND Online

Davis lançou em 2013 o projeto Cue Zone Into Schools, que visa integrar o snooker ao ambiente escolar (para meninos e meninas) através do “Snooker Funcional” para desenvolver Matemática, Inglês e habilidades sociais. O projeto foi criado em parceria com o coach Chris Lovell e faz parte do plano da WPBSA para iniciar pessoas jovens na prática do esporte.

Steve Davis e Chris Lovell  Fonte: Cue Zone Into Schools

Steve Davis e Chris Lovell
Fonte: Cue Zone Into Schools

A carreira de Davis no snooker se iniciou em 1978 e seguiu sem interrupções até 2014, quando se afastou do Main Tour e passou a participar apenas de campeonatos em que ele recebia um convite especial para jogar. Nessa temporada, Davis decidiu disputar o maior evento do snooker (o Campeonato Mundial) para proporcionar ao seu pai, Bill, a oportunidade de assisti-lo ao vivo uma última vez. Infelizmente, Bill faleceu no mês passado, aos 89 anos. Davis anunciou no dia 17 de abril de 2016 sua aposentadoria dos campeonatos, e fez sua última participação em homenagem ao seu pai, mas continuará atuando em exibições de snooker, e como comentarista da BBC.

Steve Davis foi aclamado ao entrar com o troféu do Mundial para anunciar sua aposentadoria Fonte: World Snooker

Steve Davis foi aclamado ao entrar com o troféu do Mundial para anunciar sua aposentadoria
Fonte: The National (Scottish)

“Não é sempre que alguém seis vezes campeão mundial de snooker convida um mestre do escuro, do tecno abstrato, para seu programa de rádio local – mas Steve Davis não é um jogador de snooker comum” : entre outras atividades paralelas ao snooker, Davis é locutor de uma rádio de música eletrônica (Phoenix FM) desde 1996, onde apresenta um programa chamado “Interesting Alternative Show”.  Se profissionalizou como DJ em 2015, se apresenta regularmente em bares de Londres e esse ano participou do Bloc Festival, onde foi aclamado por apresentar um reportório eclético de música eletrônica alternativa.

 

[Escrito por Toshie Yumito]

Gostou do post? Envie sua sugestão de conteúdo como nome completo e cidade/estado para blog@tacoset.com.br.

Reanne Evans conquista 11º título Mundial

Aconteceu entre os dias 31 de março e 05 de abril o Eden Resources World Ladies Championship 2016, promovido pela World Ladies Billiards and Snooker e realizado em Leeds (Inglaterra).
Foram disputadas várias categorias, veja os resultados abaixo.

Sub 21 – 04 e 05 de abril

Campeã: Varshaa Sanjeev (India)
Vice-Campeã: Jeong Min Park (Coreia do Sul)
Semifinalistas: Yana Shut (Bielorrússia) e Shannon Metcalf (Inglaterra)

As finalistas da categoria sub 21 - Varshaa Sanjeev (India) e Jeong Min Park (Coreia do Sul) Fonte: Página da WLBS no Facebook

Varshaa Sanjeev (India) e Jeong Min Park (Coreia do Sul)
Fonte: Página da WLBS no Facebook

Duplas Femininas – 31 de março

Campeãs: Ng On Yee e Katrina Wan (Honk Kong)
Vice-campeãs: Maria Catalano (Inglaterra) e Tatjana Vasiljeva (Letônia)

Ng On Yee e Katrina Wan (Honk Kong) Fonte: Página da WLBS no Facebook

Ng On Yee e Katrina Wan (Honk Kong)
Fonte: Página da WLBS no Facebook

Duplas Mistas – 01 de abril

Campeões: Jaiquie Ip Wan In e Ka Wai Cheung (Honk Kong)
Vice-Campeões: Maria Catalano (Inglaterra) e Eden Sharav (Inglaterra)

Jaiquie Ip Wan In e Ka Wai Cheung (Honk Kong) Fonte: Página da WLBS no Facebook

Jaiquie Ip Wan In e Ka Wai Cheung (Honk Kong)
Fonte: Página da WLBS no Facebook

Sênior (acima de 40 anos) – 03 de abril

Campeã: Chitra Magimaraj (India)
Vice-Campeã: Sharon Kaur (Inglaterra)
Semifinalistas: Kathy Howden (Austrália) e Michelle Brown (Inglaterra)

Chitra Magimaraj (India) Fonte: Página da WLBS no Facebook

Chitra Magimaraj (India)
Fonte: Página da WLBS no Facebook

Principal – 02 a 05 de abril

Campeã: Reanne Evans (Inglaterra)
Vice-Campeã: Ng On Yee (Honk Kong)
Semifinalistas: Tatjana Vasiljeva (Letônia) e Rebecca Granger (Inglaterra)

Reanne Evans (Inglaterra)  Fonte: Página da WLBS no Facebook

Reanne Evans (Inglaterra)
Fonte: Página da WLBS no Facebook

Essa foi a 11ª vez que Reanne Evans conquistou o Mundial Feminino promovido pela WLBS. Ela venceu todos entre 2005 e 2014, mas ano passado perdeu para Ng On Yee na semifinal, e agora recuperou o título e o troféu com a vitória na final por 6 a 4. Quanto ela levou de prêmio? Apenas mil e duzentas libras!

« Older posts

© 2016 Blog Taco Set

Theme by Anders NorenUp ↑